Caravana do Agosto das Letras chega a Sapé nesta quarta-feira (22)

 

Circo Continental se apresenta na Praça João Pessoa
Circo Continental se apresenta na Praça João Pessoa

Depois de sua estreia na capital paraibana, passagens por Cuité e Cajazeiras, a caravana literária da 4ª edição do projeto “Agosto das Letras: Festival de Leitura da Paraíba” chega ao município de Sapé levando atividades nesta quarta (22), quinta (23) e sexta (24). A homenageada deste ano é a professora e poetisa paraibana Anayde Beiriz. O festival tem como proposta base cultivar a leitura, principalmente entre crianças e jovens.

Em Sapé a programação inicia com a oficina ‘Iniciação ao Teatro para Crianças’, ministrada por Aline Alencar nesta quarta-feira (22), a partir das 14h, na Escola de Artes. À noite, o Memorial Augusto dos Anjos recebe a solenidade de abertura com lançamentos de livros e sarau a partir das 19h.

Na quinta-feira (23), às 14h, Bruno Robson ministra a oficina Escrita Criativa na Escola de Artes. À noite, a partir das 19h, o Projeto Interatos integra a programação com o “Circo Continental”. A apresentação será às 19h, na Praça João Pessoa.

A caravana do Agosto das Letras encerra sua passagem por Sapé na sexta-feira (24), com duas sessões de Contação de Histórias sob o comando de Glaucio Ramos. A primeira é às 9h, na Escola Municipal Severino Alves Barbosa. A outra é às 14h, na Escola da Cidade Cristã.

O evento, que teve sua abertura oficial no dia 2 de agosto, em João Pessoa se estende até o dia 31, com oficinas, palestras, lançamentos, mesas redondas, contação de histórias e uma série de atividades interativas começando pela capital paraibana e percorrendo as cidades de Cuité, Cajazeiras, Sapé e Belém.

Na semana de encerramento, o Agosto das Letras volta a João Pessoa, no dia 31, para o III Seminário Paraibano de Acessibilidade, que tem como objetivo discutir e conhecer práticas acerca da temática inclusão e acessibilidade. Estarão reunidos gestores, pesquisadores, profissionais e pessoas com deficiência, envolvendo diferentes instituições educacionais, entidades, empresas, ONGs que vem se comprometendo com a temática nas áreas da educação, cultura, comunicação, mobilidade urbana e tecnologia assistiva.

Com o intuito de agregar várias atividades culturais para atrair diversos públicos, o festival adquire o aspecto itinerante, buscando a sua interiorização com o objetivo de levar as ações para um público maior.

 

Quem foi Anayde Beiriz? – Professora e poetisa nascida em João Pessoa em 18 de fevereiro de 1905 e morta em 22 de outubro de 1930, em Recife (PE), aos 25 anos

Tem seu nome ligado à História da Paraíba, devido à tragédia em que foi envolvida, juntamente com o advogado e jornalista João Duarte Dantas, com quem mantinha um relacionamento amoroso. Para a mentalidade conservadora da sociedade brasileira à época, particularmente na Paraíba, Anayde não era uma mulher bem vista por causa das ideias progressistas que alimentava: como poetisa, participava ativamente do movimento intelectual, envolvida em acontecimentos artísticos e frequentando saraus literários. Como cidadã, defendia a participação das mulheres na política, em uma época em que sequer podiam votar.

 

Criticada publicamente por razões morais e políticas, Anayde sentiu-se acuada após o assassinato de João Pessoa por João Dantas, que causou comoção popular. Desse modo, abandonou a sua residência na Paraíba e foi morar em um abrigo no Recife, onde passou a visitar João Dantas, detido em flagrante e recolhido à Casa de Detenção daquela cidade. Dantas foi posteriormente encontrado morto em sua cela, degolado, em 3 de outubro do mesmo ano, no início da Revolução de 1930. Embora tenha sido declarado o suicídio como causa mortis na época, as circunstâncias ainda permanecem obscuras. Anayde, aos 25 anos de idade, morreu dias após Dantas, supostamente por auto envenenamento. Foi sepultada como indigente no Cemitério de Santo Amaro.

 

 

Agosto das Letras – programação

 

Sapé

22/08

14h – Oficina Iniciação ao teatro para crianças, com Aline Alencar

Local: Escola de Artes

 

19h – Solenidade de Abertura / lançamentos de livros / sarau

Local: Memorial Augusto dos Anjos

 

23/08

14h – Oficina Escrita Criativa, com Bruno Robson

Local: Escola de Artes

 

19h – Espetáculo com Circo Continental

Local: Praça João Pessoa

 

24/08

Contação de História com Glaucio Ramos

9h – Escola Municipal Severino Alves Barbosa

14h – Escola da Cidade Cristã

 

Belém

28/08 e 29/08

14h – Oficina de Musicalização para crianças, com Dany Danielle e a Contação da Rua

Local: Biblioteca Pública Municipal Professora Maria Lira

 

28/08

19h – Solenidade de abertura / lançamentos de livros /  sarau

Local: Biblioteca Pública Municipal Professora Maria Lira

 

29/08

19h – Espetáculo de literatura dramatizada: Música e Poesia em caminhos de versos, com o grupo Frente Trovadora

Local: Praça 6 de Setembro

 

30/08

10h – Apresentação do espetáculo Colcha de Retalhos, com a Cia. Boca de Cena

Biblioteca Pública Municipal Professora Maria Lira

 

João Pessoa

31/08

8h às 12h e das 13h30 às 18h – III Seminário Paraibano de Acessibilidade

Local: Auditório 1 do Espaço Cultural José Lins do Rego

 

 

Deixe uma resposta