‘De Repente no Espaço’ tem os irmãos piauienses Jairo Silva e Jeferson Silva

É muito provável que ‘Nordeste independente’ seja a obra mais popular de Ivanildo Vila Nova. Em 1990, essa obra feita em parceria com Bráulio Tavares integrou o repertório do LP ‘Elba ao vivo’, lançado pela Polygram. Os irmãos piauienses Jairo e Jeferson Silva nem tinham nascido ainda… Mas, já pensavam em ser repentistas profissionais quando Ivanildo – em 2006 -, fez participação especial no CD ‘Cabeça elétrica, coração acústico’, do pernambucano Silvério Pessoa. Jairo e Jeferson tinham em torno de 10 anos de idade e – sim!!! – sabiam o que queriam…

Os dois jovens repentistas do Piauí – radicados em Iguatu (CE) – são as atrações desta quarta-feira, dia 5, do projeto De Repente no Espaço. A apresentação gratuita será no Mezanino 2, na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), em João Pessoa, a partir das 19h. A apresentação é de Iponax Vila Nova, declamador oficial do evento. Em sextilhas ou décimas, os irmãos mostrarão seu talento, devendo abordar – inclusive! – temas voltados para o mundo pop e televisivo.

Exemplo disso é o mote 10 sílabas ‘Nunca mais haverá um seriado como Chaves, programa universal’. Esse mote é a faixa 5 do CD ‘O Piauí também canta’, gravado pela dupla de cantadores. Obviamente, é uma homenagem ao saudoso ator mexicano Roberto Bolaños, responsável pela criação da personagem ‘Chaves’, protagonista da série por ele protagonizada.

Ano passado, os irmãos Jairo e Jeferson Silva estiveram em João Pessoa. Eles participaram do projeto ‘Cantoria à Beira-Mar’, em um restaurante da praia do Bessa, na zona norte da capital paraibana. Um dos temas desenvolvidos pela dupla do Piauí foi o seguinte: ‘A morte é o final de tudo para quem passa pela vida”.

Quem já conhece a dinâmica das apresentações sabe que o público também tem o seu momento de interação com os convidados, sugerindo temas e rimas. O apresentador é uma atração à parte, com sua memória infalível ao declamar versos de poetas que são referência na arte do repente. Para o público fiel do projeto é a oportunidade de conferir a performance desses dois nomes da arte do repente. Poetas que trazem consigo o dom que os permite trazer o verso no improviso. Rápidos no raciocínio e no gatilho mental, os dois têm sempre a resposta de imediato ao oponente.

Iponax Vila Nova – Nascido na cidade de Cajazeiras no alto sertão paraibano, filho do pernambucano Ivanildo Vila Nova, o maior dos repentistas da atualidade, Iponax cresceu com a poesia no seu dia-a-dia. A poesia e a viola de Ivanildo estava em todos os lugares da casa, e aos poucos foi despertando no menino o desejo de participar dessa disseminação da cultura popular. Fez da poesia a régua e compasso no seu projeto de vida. Ainda muito jovem, levou sua arte para os mais distantes grotões do país. Um verdadeiro ativista da cultura matuta, é um grande articulador da arte do repente, considerado um dos grandes nomes da poesia e da declamação dos nossos dias.

Sobre o projeto – O “De Repente no Espaço” é um evento mensal da Funesc lançado em julho de 2015 e faz parte das ações de ocupação do Espaço Cultural. Os encontros acontecem na primeira quarta-feira do mês. A cada nova edição, o público conta com diferentes atrações da Paraíba e de outros Estados da região. Em janeiro e julho de 2016 foram realizados o 1º e 2º “Desafio De Repente”, com várias duplas de repentistas da Paraíba e de outros Estados.

Serviço

De Repente no Espaço

Convidados: Jairo Silva (PI) e Jeferson Silva (PI)

Apresentação: Iponax Vila Nova

Data: quarta-feira, 5 de setembro

Hora: 19h

Local: Mezanino 2, Espaço Cultural José Lins do Rego

Entrada: gratuita

Realização: Funesc/Governo do Estado da Paraíba

Deixe uma resposta