Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba encerra programação do Festival de Inverno de Campina Grande

concerto orquestra jovem_fotos thercles silva (1)A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) será a atração de encerramento do 43º Festival de Inverno de Campina Grande. O concerto, que integra a programação do Projeto OSPB nos Bairros, será nesta quinta-feira (23), às 19h30, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro do Catolé.

A regência é do maestro Luiz Carlos Durier, regente titular da OSJPB há mais de 20 anos. No repertório estão composições de dois brasileiros, Alberto Nepomuceno e Radamés Gnattali, e também do francês Charles Gounod e do mexicano Arturo Marquez.

A “Série Brasileira – Batuque”, de Alberto Nepomuceno (1864 – 1920), vai abrir o concerto na noite de encerramento do evento cultural mais tradicional de Campina Grande. Na sequência, os músicos da Orquestra Jovem vão executar a “Seleção do Ballet Fausto (Dança dos Escravos Núbios, Dança Antiga, Variações de Cleópatra, Os Troianos, Variações do Espelho e Dança de Frinéa)”, do compositor Charles Gounod (1818 – 1893).

A execução da “Sinfonia Popular nº 1”, de Radamés Gnattali (1906 – 1988) vem em seguida. Encerrando a noite de música erudita no Festival de Inverno, o público vai conferir a composição “Danzon n°2”, de Arturo Marquez (1950).

“Para a escolha do repertório desse concerto foi levada em consideração a beleza das obras, principalmente por serem músicas tocantes e emotivas”, disse o maestro Luiz carlos Durier. “Estamos levando duas grandes referências da composição brasileira, que são Alberto Nepomuceno e Radamés Gnattali. Todas as duas obras especificamente falam exatamente da nossa cultura, daquilo que nós temos de melhor que é a música brasileira”, destacou o maestro.

O trabalho do maestro Luiz Carlos Durier direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. Em setembro de 2013, ele foi nomeado diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB).

Como regente convidado, conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Durier também regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. No ano de 2012, o maestro recebeu a Comenda de Honra ao Mérito, pelo desempenho profissional frente à OSPB.

Entre suas atividades, conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e sua Gente e do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Com a OSPB e a OSJPB, esteve à frente de concertos com artistas populares como Ângela Rô Rô, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos e Zélia Duncan.

Por três anos consecutivos, Luiz Carlos Durier regeu a Orquestra Sinfônica da Paraíba e a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba em grandes concertos comemorativos ao aniversário da cidade de João Pessoa, com artistas paraibanos, que lotaram o Teatro Pedro do Reino, no Centro de Convenções. No dia 5 de agosto de 2016, a apresentação teve como destaque o cantor e compositor Zé Ramalho; no ano passado, as atrações foram as cantoras Cátia de França e Nathalia Bellar, e neste ano, o também paraibano Chico César foi o destaque da apresentação em homenagem aos 433 anos da capital paraibana.

Deixe uma resposta