Galeria Archidy Picado recebe a exposição ‘Insólita Presença’, de Wellington de Medeiros

 

wellington de medeiros2O artista visual Wellington de Medeiros inaugura, nesta sexta-feira (21), às 19h a exposição ‘Insólita Presença’. As obras podem ser vistas na Galeria Archidy Picado do Espaço Cultural José Lins do Rego e o período de visitação se estende até 31 de agosto. O acesso é gratuito e a galeria funciona de segunda a domingo.

 

Os trabalhos que o artista apresenta na exposição ‘Insólita Presença’ exploram a condição da presença pela sugestão, pelo índice, pela história das marcas e das manchas que ficam e que, em sua constituição tangível, revelam o que ali já não mais está.

 

“Fotografias, objetos, materiais efêmeros e pinturas formam as diversas linguagens que constituem meu interesse nas diversas linguagens como mediadoras de minha pesquisa sobre a permanência e a percepção tangível. Expressas em obras com faces e meios de expressão diversos, estou mais aqui do que onde quer que eu esteja neste momento”. Wellington de Medeiros.

 

A exposição é composta por várias linguagens visuais como gravura, pintura, escultura e até design. “Mas, é inevitável para mim (ou qualquer observador dessa exposição) concluir que há obras em que a pintura, a gravura e a escultura se misturam (ou se originam) em suas operações processuais ou em suas aparências (o hibridismo que justifica o campo ampliado)”. Dyógenes Chaves.

 

Wellington de Medeiros – É natural de Campina Grande, Paraíba, onde vive e trabalha. Sua formação acadêmica inclui  graduação em Design  (UFPB, 1988), mestrado em Artes Visuais (UFRGS, 1998), e doutorado em Design (Inglaterra, 2007). Possui obras nos acervos do SESC Nacional e

Museu de Arte Assis Chateaubriand (Campina Grande/PB).

 

O currículo do artista traz as seguintes exposições individuais: Insólita Presença, Galeria Archidy Picado, João Pessoa/PB (2017); Inversa Perspectiva, Centro Cultural Energisa, João Pessoa/PB (2017); Os Dois Lados da Janela, Centro Cultural Banco do Nordeste, Sousa/PB (2015); Corpo nos Corpos. Pinacoteca da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre/RS (1998); A Canção do Carandiru, Galeria de Arte do Teatro Municipal, Campina Grande/ PB (1995). Museu de Arte Assis Chateaubriand. Campina Grande/PB (1994).

 

Exposições Coletivas – Confluentes, Galeria Lavandeira. João Pessoa/PB; Centro de Artes Visuais Tambiá. João Pessoa/PB; Mestres 1998; Pinacoteca da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Porto Alegre/RS; Center for Book Arts Annual Artist Member Exhibition. Livro de artista intitulado Versus. Trabalho realizado em co-autoria com Paulo Silveira. Nova York/USA; Coletiva 26X26, Galeria Casa 26, Porto Alegre/RS; Nova Pintura Campinense, Galeria Archidy Picado, João Pessoa/PB; XXVI Salão de Arte Jovem do Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos, Santos/SP, Prêmio menção honrosa; VI Salão Municipal de João Pessoa/PB, Prêmio menção honrosa; I Arte Atual Paraibana, João Pessoa/PB; Artistas Paraibanos Expõem, Galeria Metropolitana Aloísio Magalhães, Recife/PE.

 

 

Serviço:

Exposição: “Insólita Presença” – artista: Wellington de Medeiros

Abertura: sexta-feira (21 de julho), às 19h

Visitação: até 31 de agosto, de segunda a domingo

Horário de visitação: 8h às 16h30

Local: Galeria de Arte Archidy Picado

Acesso: gratuito

 

insólita presença insólita presença2 insólita presença3 wellington de medeiros

Deixe uma resposta